Encontro aberto – Armadilha para armadilhas: ancestralidades, lugares de poder e a arte contemporânea

Os encontros abertos são uma parte fundamental do projeto; uma oportunidade de troca do coletivo com o mais amplo público a respeito do que vimos pesquisando e discutindo. O nosso quarto encontro aberto foi uma conversa virtual com Sandra Benites Guaraní Nhandewa (Museu Nacional – UFRJ) e Mara Pereira (PPGE-UFES). Com base nas ideias expostas por Jaider Esbell em “Arte indígena contemporânea como armadilha para armadilhas” e “Arte indígena contemporânea nas práticas”, tecemos um diálogo com as convidadas para pensar a arte nos museus, na escola e nas demais instituições.

A live ocorreu no canal do youtube do CAp-UFRJ na quarentena e pode ser acessada aqui.

Flier de divulgação do evento – por Arorá Alves e Julia Lima dos Santos
Print da tela da live no youtube

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close